Topo

Bombardeios russos deixam pelo menos 27 mortos em Duma, na Síria

06/04/2018 15h15

Beirute, 6 abr (EFE).- Pelo menos 27 pessoas morreram nesta sexta-feira, entre elas cinco menores de idade, e dezenas ficaram feridas em bombardeios de aviões da Rússia, aliada do governo da Síria, contra a cidade de Duma, nos arredores de Damasco, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A fonte destacou que a aviação russa efetuou cerca de 40 ataques nas duas últimas horas contra Duma, o último reduto rebelde da região de Ghouta Oriental, na periferia da capital.

As forças armadas sírias entraram em Duma após o fracasso das negociações entre a Rússia e o Exército do Islã, que controla essa cidade, para pacificar a região.

A televisão síria, que citou uma fonte da polícia de Damasco, ressaltou que pelo menos duas pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas pelo disparo de projéteis por parte do Exército do Islã contra várias áreas da capital e seus arredores.

As áreas onde os foguetes caíram foram Masaken Barze, Al Rabue, Dahie al Assad, a Praça dos Omíadas e Meze 86.

O Observatório confirmou a morte de duas pessoas por esses ataques com projéteis e acrescentou que houve 17 feridos.

Durante a última semana, a Rússia e o Exército do Islã fizeram negociações para pacificar Duma e inclusive alcançaram um acordo para evacuar esta cidade, que está suspenso desde ontem por divergências entre as partes.

O acordo estipulava a mudança dos combatentes e os civis que desejassem sair de Duma a Al Bab e Yarablus, na província nortista de Aleppo e sob o controle de rebeldes apoiados pela Turquia.

A televisão estatal acusou o Exército do Islã de ter obstruído essas conversas.

Segundo o Observatório, havia uma corrente dentro do Exército do Islã que se opunha à saída dos guerrilheiros de Duma, já que o acordo de evacuação na prática representa a rendição deste grupo.

Outro dos motivos do adiamento eram os impedimentos que a Turquia estava impondo para a passagem dos ônibus com evacuados das áreas em poder das autoridades sírias em Aleppo às que estão nas mãos dos insurgentes.

Duma é o último reduto opositor em Ghouta Oriental, onde o exército sírio e seus aliados iniciaram uma operação em fevereiro.

Após os avanços militares e os acordos com as diferentes facções islamitas da região, as forças armadas sírias controlam 94% da região.