Carles Puigdemont deixa prisão alemã de Neumünster

Neumünster (Alemanha), 6 abr (EFE).- O ex-presidente da Catalunha Carles Puigdemont deixou nesta sexta-feira, pouco antes das 14h (horário local, 9h em Brasília) a prisão de Neumünster, no norte da Alemanha, onde estava detido desde 25 de março.

Diante de dezenas de jornalistas, Puigdemont saiu do centro penitenciário acompanhado dos seus advogados e agradeceu pelo apoio e solidariedade recebidos nos últimos dias.

Pouco antes, a Procuradoria-Geral de Schleswig-Holstein informou que Puigdemont tinha pagado a fiança de 75 mil euros imposta ontem pela Audiência Territorial desse estado federado para deixá-lo em liberdade.

O ex-presidente autônomo também comunicou à Procuradoria o local onde vai residir na Alemanha enquanto o tribunal estuda sua entrega à Espanha por desvio de verbas públicas, depois de descartar o crime de rebelião.

A Procuradoria, que adiantou que não divulgará o endereço de Puigdemont, havia informado à prisão de Neumünster às 11h14 (6h14 em Brasília) que o político independentista poderia ser posto em liberdade de forma imediata.

Fontes da Procuradoria indicaram à Agência Efe que esse órgão não tinha margem par recorrer da decisão da Audiência.

Puigdemont deve oferecer uma entrevista coletiva nesta tarde em Neumünster, para onde se dirige uma delegação de deputados do seu partido, o Juntos pela Catalunha (JxCat), e do Esquerda Republicana da Catalunha (ERC).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos