Deputados argentinos apresentam projeto para repudiar situação de Lula

Buenos Aires, 3 abr (EFE).- O bloco de deputados do partido político argentino Movimento Evita apresentou nesta sexta-feira um projeto de resolução para que a Câmara repudie a decisão judicial que ordenou a detenção do ex-presidente Luiz Inácio Lula Da Silva.

O documento, segundo confirmou a legenda política em comunicado, foi apresentado também na embaixada do Brasil em Buenos Aires.

Os legisladores, quatro dos 257 que formam a Câmara dos Deputados, exigem que "se garantam as condições para um justo e democrático processo eleitoral" e condenam "as proclamações militares sediciosas que condicionaram o Poder Judiciário sob ameaça de golpe de Estado".

O projeto apresentado também destaca que "o encarceramento sem condenação firme do principal candidato opositor e a violência política registrada estas semanas obriga os deputados e deputadas da nação argentina a levantar a voz em defesa da democracia e do povo brasileiro".

"O silêncio já é uma estrondosa cumplicidade", conclui o documento.

Na Argentina, nos últimos dias, diversos grupos políticos e sociais repudiaram a situação do ex-presidente brasileiro, que não se entregou hoje no prazo dado pelo juiz federal Sergio Moro e permanece na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, em São Paulo.

"Hoje no Brasil algo ficou definitivamente claro. Lula vai ganhar as próximas eleições presidenciais ", escreveu ontem a ex-presidente argentina Cristina Kirchner na sua conta do Twitter.

Quem também se pronunciou foi a organização de direitos humanos Avós da Praça de Maio.

"Lula está prestes a se transformar em um novo preso político; é perseguido pela sua luta por erradicar a pobreza e a fome no seu país, por buscar a justiça social e a igualdade. Por isso, as Avós expressamos nossa solidariedade com ele e com o povo brasileiro que vive horas de incerteza e dor, e nos somamos ao grito da Pátria Grande: Lula livre! ", expressaram em uma nota.

Além disso, nesta sexta-feira, grupos de esquerda na Argentina realizam um ato em frente à embaixada brasileira para repudiar a "perseguição e proscrição" de Lula.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos