Ministro do STJ nega novo pedido para evitar prisão de Lula

Brasília, 6 abr (EFE).- O ministro Félix Fischer, relator responsável pelos processos da Lava-Jato no Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou nesta sexta-feira o pedido de habeas corpus para evitar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A rejeição do recurso apresentado esta madrugada pela defesa de Lula foi confirmada pelo próprio STJ 40 minutos antes do fim do prazo dado pelo juiz federal Sergio Moro para que o ex-presidente se entregue às autoridades, que vence às 17h.

Durante esta sexta Fischer negou outros recursos similares, mas apresentados por organizações da sociedade civil ou em nome de cidadãos que não tinham autorização para atuar em nome do ex-presidente.

Esta última apelação, no entanto, tinha sido apresentada pela defesa de Lula, razão pela qual a rejeição tem muito mais peso que as anteriores.

Faltando poucos minutos para o fim do prazo dado para sua apresentação, Lula continuava na sede do Sindicato do Metalúrgicos, em São Bernardo (SP), na qual chegou na noite de ontem, depois que foi informado da ordem de prisão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos