Topo

Polícia italiana detém chefe da máfia calabresa que estava foragido

06/04/2018 09h28

Roma, 6 abr (EFE).- A Polícia italiana deteve nesta sexta-feira Giuseppe Pelle, considerado um dos chefes da máfia calabresa, a 'Ndrangheta', e que estava foragido desde 2016 escondido em uma região de difícil acesso.

Pelle, de 58 anos, pertence ao "potente" clã dos Gambazza da cidade de San Luca, histórico reduto da 'Ndrangheta', e os investigadores o situam no topo da máfia calabresa, a mais sanguinária do país segundo, indicou a polícia em comunicado.

Assim demonstram gravações que documentam como no passado Pelle recebia em seu domicílio "expoentes de absoluta importância" do panorama criminoso calabrês e políticos locais que pediam votos em troca de favores desde as instituições.

Foi detido em uma habitação dentro de um edifício situado em uma zona de difícil acesso, sem estradas e isolada por um rio dentro do maciço rochoso de Aspromonte, no município de Condofuri.

O criminoso estava fugido desde abril de 2016, quando evitou a pena de prisão de dois anos e cinco meses à qual tinha sido condenado pelo crime de associação mafiosa e tentativa de extorsão.

A detenção ocorreu durante a noite graças a uma operação na qual foram desdobrados mais de 50 agentes que surpreenderam o criminoso e fizeram com que se entregasse sem resistência.