Preparativos na fronteira entre Coreias se aceleram para cúpula histórica

Panmunjom (Coreia do Sul), 6 abr (EFE).- Os preparativos na fronteira se aceleraram com a proximidade da histórica cúpula entre as Coreias no dia 27 de abril, segundo comprovou a Agência Efe durante uma visita à zona nesta sexta-feira.

A movimentação era alta na faixa sul da Área de Segurança Conjunta (JSA), único ponto onde são vistas de frente as tropas das duas Coreias (tecnicamente ainda em guerra) e onde ocorrerá a cúpula na qual o líder norte-coreano, Kim Jong-un, deve falar sobre a possível desnuclearização de seu regime.

A JSA foi visitada nesta sexta-feira por vários integrantes do governo sul-coreano, entre eles a ministra de Relações Exteriores, Kang Kyung-wha, e o de Defesa, Song Young-moo, além de uma delegação da comissão de Relações Exteriores do Parlamento Europeu.

Toda a imprensa já está concentrada ao redor de Peace House - edifício onde ocorrerá a cúpula e que passou por reformas nas últimas semanas - enquanto uma equipe sul-coreana estuda minuciosamente a entrada do prédio.

Delegados de ambos os países se reuniram na véspera para falar sobre o protocolo e as medidas de segurança durante a cúpula, mas não revelaram nenhum detalhe.

Por isso, ainda se desconhece como chegará Kim Jong-un até Peace House (de carro ou a pé, por exemplo), detalhe que levanta muita expectativa já que, tecnicamente, será a primeira vez na história que um líder norte-coreano pisará em território do Sul.

Também está sendo reformada uma ponte que conecta a área onde está localizado Peace House com o acampamento onde estão estacionados os oficiais suecos e suíços da comissão de nações neutras que supervisiona o armistício que pôs fim à Guerra da Coreia (1950-1953).

É possível que o lanche previsto entre Moon Jae-in e Kim Jong-un durante a cúpula aconteça na refeitório desse acampamento, onde são servidas especialidades da Suíça, país no qual o líder norte-coreano passou parte da adolescência.

No dia 27 de abril ocorrerá a primeira cúpula entre as Coreias em 11 anos e a primeira realizada na fronteira. O encontro será seguido por outra reunião histórica, já que Kim Jong-un deve celebrar em maio outra cúpula para tratar o possível fim de seu programa nuclear com o presidente dos EUA, Donald Trump, a qual representará a primeira reunião entre líderes desses dois países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos