Alemanha descarta hipótese de atentado em atropelamento em Münster

Berlim, 7 abr (EFE).- O ministro de Interior do estado federado alemão de Renânia do Norte-Westfalia, Herbert Reul, confirmou neste sábado que o autor do atropelamento com uma van no centro da cidade de Münster é um alemão e afirmou que "nada indica" que o caso se trata de um atentado islamita por enquanto.

Reul, que viajou até Münster, afirmou que ainda é preciso investigar por que o homem agiu dessa maneira, mas desmentiu as especulações de que o autor do atropelamento é "um refugiado ou algo parecido".

Além disso, o ministro informou que duas pessoas morreram no ataque, além do agressor, que se suicidou com um tiro dentro da van.

Quanto aos feridos - 26 deles em estado grave, segundo a polícia -, Reul afirmou que era difícil informar um número concreto, mas que eram "muitos".

Os principais veículos de imprensa alemães identificam o autor do atropelamento como um homem de 48 anos e com problemas psicológicos.

Além disso, informam que ele tinha ameaçado várias vezes se suicidar dizendo que o faria de maneira espetaculosa e levando consigo outras pessoas.

A van com a qual perpetrou o ataque estava registrada em seu nome.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos