FBI faz operação de busca e apreensão no escritório do advogado de Trump

Nova York, 9 abr (EFE).- O FBI realizou nesta segunda-feira uma operação de busca e apreensão no escritório de Michael D. Cohen, advogado pessoal do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e confiscou registros relacionados com diferentes assuntos, entre eles os pagamentos a Stephanie Clifford, mais conhecida como a atriz pornô Stormy Daniels, informou o jornal "The New York Times".

A informação foi confirmada pelo advogado de Cohen, Stephen Ryan, que qualificou a ação como "inadequada e desnecessária".

O jurista explicou ao jornal nova-iorquino que a procuradoria federal para o distrito sul de Nova York "executou uma série de ordens de busca e apreensão e confiscou as comunicações privilegiadas" entre Cohen e seus clientes.

Segundo o "NYT", a operação não parece estar relacionada diretamente com a investigação sobre a trama russa liderada pelo promotor especial Robert Mueller, mas não descarta que tenha sido o resultado de informação descoberta por ele e que tenha repassado a promotores em Nova York.

"Os promotores federais me informaram que a ação de Nova York é, em parte, uma referência do Escritório do Assessor Especial, Robert Mueller", acrescentou Ryan.

Uma fonte citada pelo jornal afirmou que, além dos pagamentos, o FBI confiscou informação sobre e-mails, documentos de impostos e registros comerciais.

Stormy Daniels recebeu US$ 130.000 de Cohen, embora Trump tenha afirmado na semana passada que não sabia que seu advogado tinha entregado essa soma à atriz como parte de um acordo de confidencialidade sobre uma relação que supostamente teve com o presidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos