Topo

Macri afirma que prisão de Lula mostra que Justiça no Brasil é independente

10/04/2018 16h42

Buenos Aires, 10 abr (EFE).- O presidente da Argentina, Mauricio Macri, afirmou nesta terça-feira em Buenos Aires, ao ser consultado pela imprensa sobre a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que o Brasil tem uma Justiça que se demonstrou "verdadeiramente independente".

"Daqui, como presidente da Argentina, não tenho mais que dizer além de que respeitamos o funcionamento institucional do Brasil", afirmou Macri em entrevista coletiva junto ao presidente do governo da Espanha, Mariano Rajoy, com quem teve uma reunião bilateral nesta terça-feira.

O presidente argentino fez referência à "importância" que tem a confiança "para movimentar uma sociedade" e gerar "um espaço distinto de desenvolvimento".

"E, quando se fala de confiança, um elemento central é ter uma Justiça independente, fundamental. Que faça respeitar a lei, e isso é o que o Brasil tem hoje, uma Justiça que se demonstrou verdadeiramente independente", ressaltou.

Traçando um paralelismo com a Argentina, onde diversos juízes indiciaram e prenderam por suposta corrupção algumas figuras dos governos de Néstor e Cristina Kirchner, e também acusaram membros do atual governo de supostas más práticas, Macri disse sonhar que, "com o correr do tempo", seja possível ter "um sistema judicial cada vez mais independente, crível e confiável".