Topo

Renuncia o principal assessor de Segurança Interna de Trump, Tom Bossert

10/04/2018 12h35

Washington, 10 abr (EFE).- Tom Bossert, o principal assessor do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em questões de Segurança Interna e Cibersegurança, está deixando o cargo, informou nesta terça-feira a Casa Branca.

"Tom dirigiu os esforços da Casa Branca para proteger o território nacional de ameaças terroristas, fortalecer nossas defesas cibernéticas e responder a uma série de desastres naturais sem precedentes", disse Sarah Sanders, a porta-voz presidencial, em um breve comunicado.

"O presidente Trump agradece a Tom por seu serviço patriótico e lhe deseja o melhor", acrescentou Sarah.

Os motivos da saída de Bossert, um dos colaboradores mais próximos de Trump, não foram detalhados, no entanto, ela acontece apenas um dia depois da incorporação de John Bolton ao gabinete como assessor presidencial de Segurança Nacional em matéria exterior, em substituição do general H.R. McMaster.

Bossert, de 43 anos, era um dos mais próximos do chefe de gabinete, John Kelly, cuja permanência no governo Trump também está sendo questionada por diversas informações que vazaram à imprensa.

A saída de Bossert acontece em um momento no qual o governo dos EUA decidiu reforçar a segurança fronteiriça com o México ao posicionar 1.600 efetivos da Guarda Nacional, em cumprimento da ordem de Trump de combater a imigração irregular na região.

Neste ano de 2018, o presidente substituiu seu secretário de Estado, seu assessor de Segurança Nacional, seu secretário de Assuntos de Veteranos, o diretor da CIA, seu principal assessor econômico, seu secretário de pessoal, o diretor de comunicações e membros de sua equipe jurídica.