Avião militar que caiu na Argélia levava 30 cidadãos saarauís

Campo de refugiados de Tinduf (Argélia), 11 abr (EFE).- Trinta cidadãos saarauís morreram nesta quarta-feira no acidente envolvendo um avião militar argelino que caiu perto da cidade de Blida, a 46 quilômetros de Argel, informaram à Agência Efe responsáveis no Saara Ocidental.

Segundo as fontes, as vítimas mortais são estudantes e outros civis que tinham viajado para Argel para realizar trâmites médicos e burocráticos, e que costumam dispor de vagas de cortesia neste tipo de aparelhos militares argelinos.

Logo após a divulgação da notícia, o presidente da República Árabe Saarauí Democrática (RASD), Brahim Ghali, decretou sete dias de luto oficial nos campos de refugiados de Tinduf, para onde se dirigia o voo.

O avião, um Iliushin de fabricação russa, caiu poucos minutos depois de decolar da base militar de Bufarik, próxima à capital. O voo iria realizar uma escala na cidade de Bechar.

Segundo o balanço provisório oferecido à Agência Efe pela Proteção Civil em Argel, no acidente morreram 257 pessoas, a grande maioria militares argelinos, além dos dez tripulantes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos