Disparos contra delegação sírio-russa deixa vários feridos perto de Damasco

Beirute, 11 abr (EFE).- Várias pessoas ficaram feridas por disparos contra uma delegação de apoiadores do governo sírio, acompanhados por forças de segurança e jornalistas russos, que entraram nesta quarta-feira na cidade de Duma, perto de Damasco, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A fonte explicou que a facção Exército do Islã, que controla Duma, abriu fogo contra esse grupo depois que entrou na cidade com bandeiras da Síria.

Os opositores costumam empregar outro emblema, que denominam "bandeira da revolução", que é o da época da independência e de cor verde, branca e preta com três estrelas vermelhas, em contraposição à insígnia nacional, que associam ao governo e que é vermelha, branca e preta, com duas estrelas.

O Observatório destacou que a delegação pró-governo gritou, além disso, palavras de ordem a favor do Executivo de Damasco.

Após os disparos, o grupo saiu imediatamente de Duma, onde há preparativos para a saída de um novo rodízio de combatentes do Exército do Islã e civis em virtude do acordo alcançado no domingo entre esta organização islamita e a Rússia.

O pacto foi alcançado depois que na sexta-feira as forças governamentais sírias retomaram sua ofensiva contra Duma perante a estagnação das negociações entre a Rússia e o Exército do Islã.

Um dia mais tarde houve denúncias de um suposto ataque químico em Duma com mais de 40 mortos, após o qual o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou lançar uma resposta contundente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos