Topo

Número de mortos em acidente com equipe canadense de hóquei sobe para 16

11/04/2018 21h02

Toronto, 11 abr (EFE).- A preparadora física do Broncos, equipe juvenil de hóquei sobre o gelo da cidade de Humboldt, no Canadá, morreu nesta quarta-feira em razão dos ferimentos sofridos no acidente de trânsito que matou outros 15 integrantes do time.

Dayna Brons, de 25 anos, estava internada em um hospital da cidade de Saskatoon e não resistiu aos ferimentos.

O acidente ocorreu na semana passada, quando o ônibus que levava jogadores e comissão técnica dos Broncos de Humboldt bateu em um caminhão. O impacto destruiu a dianteira do ônibus. Quatorze pessoas morreram na hora: 11 jogadores, o técnico da equipe, um funcionário e o motorista do veículo.

Além disso, os outros 15 passageiros ficaram feridos na colisão, quatro deles em estado grave. Um dos jogadores feridos morreu no sábado, o que já tinha elevado o número de vítimas para 16.

A Polícia Montada do Canadá, que investiga o acidente, afirmou que levará algum tempo para processar todas as provas.

Hoje, o pai de um dos jogadores mortos e que seguia o ônibus em seu carro no dia do acidente, afirmou que o motorista do caminhão não respeito uma placa de "pare".

Scott Thomas disse à emissora "CBC" que, quando chegou ao local do acidente pouco depois da colisão, um agente da Polícia Montada disse que o motorista não tinha visto a placa porque sua visão tinha sido atrapalhada pelo sol.

O motorista, que não teve a identidade revelada, não se machucou no acidente e foi preso. No entanto, acabou libertado na sequência e está recebendo tratamento psicológico.