Topo

Estado Islâmico assume autoria de atentado durante funeral no norte do Iraque

12/04/2018 16h37

Cairo, 12 abr (EFE).- O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) assumiu nesta quinta-feira a autoria do ataque durante o funeral de quatro pessoas, que foram assassinadas ontem pelos radicais, no qual morreram 17 pessoas e outras 30 ficaram feridas no distrito de Al Shirqat, no norte do Iraque.

Em um breve comunicado difundido pela rede de mensagens Telegram, cuja autenticidade não pôde ser verificada, o EI assegurou que seus "soldados" cometeram "uma emboscada com fuzis automáticos" durante um funeral no cemitério de Sedira, no oeste de Al Shirqat, ao sul da cidade de Mossul.

Um responsável administrativo da região disse à Agência Efe que pelo menos dez civis morreram no atentado e outros 14 sofreram ferimentos.

Este é o segundo ataque do EI em menos de quatro dias no Iraque, em um momento no qual o país se prepara para realizar eleições, que estão previstas para 12 de maio.

Al Shirqat foi libertada pelo exército iraquiano em setembro de 2016, após dois anos de ocupação dos radicais, que chegaram a controlar grande parte do território iraquiano.

O primeiro-ministro do Iraque, Haidar al Abadi, anunciou em 9 de dezembro a derrota do EI em todo o país, depois que o exército assumiu o controle das últimas regiões que estavam em poder dos jihadistas na fronteira com a Síria.

No entanto, os jihadistas ainda mantêm alguns bolsões de resistência em vários pontos do Iraque e continuam cometendo ataques.