Policial japonês de 19 anos mata seu superior a tiros após forte discussão

Tóquio, 12 abr (EFE).- Um policial japonês de 19 anos foi preso nesta quinta-feira após matar seu superior, disparando nas suas costas e cabeça, depois que este supostamente gritasse com ele e o insultasse, em um fato incomum no Japão, onde quase não ocorrem mortes por armas de fogo.

O agente, um jovem que entrou na corporação há cerca de um ano, matou o sargento, de 41 anos, na província de Shiga, ontem à noite, depois de ter sido insultado, de acordo com fontes da polícia, à emissora pública "NHK".

O crime aconteceu quando os dois estavam de guarda juntos. Em seguida, o jovem fugiu e acabou sendo preso hoje, caminhando pelos trilhos do trem.

"É extremamente lamentável que um policial tenha cometido um assassinato usando a arma que destinada ao seu serviço", disse o oficial da polícia, Shunichi Kuryu.

Alguns veículos de imprensa japoneses relataram que o jovem disparou contra seu companheiro após sofrer assédio verbal de sua parte, ao qual Kuryu não fez comentários e afirmou que "prefere esperar os resultados da investigação da polícia de Shiga".

O assassinato é o primeiro no Japão perpetrado por um jovem policial e também o primeiro caso onde um agente mata um companheiro utilizando uma arma de fogo, afirmou a mesma fonte.

De acordo com dados da polícia nacional, durante o ano passado, aconteceram três mortes e cinco agentes ficaram feridos após serem baleados em todo o Japão, um país onde há um forte controle das armas de fogo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos