Rússia pede outra reunião do Conselho de Segurança sobre a Síria

Nações Unidas, 12 abr (EFE).- A Rússia solicitou nesta quinta-feira ao Conselho de Segurança da ONU a realização de uma nova reunião amanhã sobre a situação na Síria.

A delegação russa, além disso, pediu a presença no encontro do secretário-geral das Nações Unidas, o português António Guterres.

O embaixador da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, já tinha anunciado a intenção de seu país de reunir "em breve" o Conselho de Segurança, neste caso em formato aberto, para analisar as tensões em torno da Síria, ao término de uma sessão a portas fechadas sobre o tema, realizada a pedido da Bolívia.

Em declarações aos jornalistas, Nebenzya avisou que há risco de uma "guerra" entre o seu país e os Estados Unidos se o governo americano decidir lançar um ataque contra a Síria.

"Não podemos excluir nenhuma possibilidade, infelizmente, porque vimos mensagens vindas de Washington que são muito belicosas", disse o embaixador russo.

O presidente americano, Donald Trump, avisou ontem a Rússia para que se preparasse para uma ação com mísseis contra a Síria, em represália pelo suposto ataque químico de sábado na cidade de Douma, na região de Ghouta Oriental.

Washington acusa o regime sírio, aliado de Moscou, de ser responsável pelo uso de substâncias proibidas.

Hoje, não obstante, o governo americano pareceu suavizar o tom, com Trump dizendo que ainda não tem uma decisão definitiva sobre um possível ataque e com o secretário de Defesa, James Mattis, reiterando a necessidade de uma investigação para determinar o ocorrido em Douma.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos