Trump diz agora que nunca disse "quando" ia atacar a Síria

Washington, 12 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira que ele "nunca" disse quando pensava atacar a Síria e que esta decisão poderia ser tomada por seu Governo "muito em breve ou não".

"Nunca disse quando acontecerá o ataque à Síria. Poderia ser muito em breve ou nem tão de imediato", afirmou Trump em mensagem na sua conta do Twitter.

Trump fez na quarta-feira uma ameaça direta à Rússia para que se prepare para uma ofensiva com mísseis na Síria como represália pelo suposto ataque químico do fim de semana passado em Duma, que a comunidade internacional atribui ao regime de Bashar al Assad.

"A Rússia promete derrubar todos os mísseis disparados contra a Síria. Prepara-se Rússia, porque vão ir, suaves e novos e 'inteligentes!'", ameaçou Trump no começo da manhã também através de uma mensagem na sua conta no Twitter no qual, além disso, criticava Moscou por se associar" com um animal que mata com gás sua gente e gosta!".

Em seu tuíte de hoje, o presidente americano disse igualmente que, haja ou não ataque contra a Síria, os Estados Unidos, sob sua administração, "fez um grande trabalho" ao livrar a região do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) e, ao mesmo tempo, se queixa de que ninguém agradeceu.

Trump escreveu uma segunda mensagem na sua conta nesta rede social para desejar sorte a Mike Pompeo, após ter sido confirmado como novo Secretário de Estado e afirmou que fará um grande trabalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos