Arizona envia primeiros soldados da Guarda Nacional à fronteira com México

Nogales (EUA), 13 abr (EFE).- O estado americano do Arizona enviou nesta sexta-feira um primeiro contingente de 60 soldados da Guarda Nacional à sua fronteira com o México, onde dará apoio por terra e ar à Patrulha Fronteiriça, embora também deva auxiliar nos portões de entrada.

"Não há maior prioridade que a segurança pública. Por muitos anos pedimos ajuda ao governo federal, finalmente temos uma administração que está tomando atitudes", disse o governador do Arizona, o republicano Doug Ducey, durante uma entrevista coletiva na cidade fronteiriça de Nogales.

Na estação da Patrulha Fronteiriça desta cidade, rodeado de agentes desta dependência e de soldados da Guarda Nacional, Ducey rejeitou categoricamente as acusações de que a chegada dos soldados representa "uma maior militarização da fronteira".

"Os soldados estarão aqui para auxiliar a Patrulha Fronteiriça, tomando as funções de alguns agentes fronteiriços, o que permitirá a estes concentrar-se na fronteira", enfatizou o governador.

Os 60 membros da Guarda Nacional, um corpo de reserva das forças armadas dos Estados Unidos sob controle dos estados, realizarão trabalhos de transporte e consertos de estradas, além de trabalhos de engenharia, operação de câmeras de vigilância e manutenção de helicópteros, entre outros.

Esse primeiro envio é consequência do anúncio feito este mês pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de mobilizar à fronteira entre 2.000 e 4.000 soldados da Guarda Nacional para combater a imigração irregular até que finalize a construção do muro.

Por sua vez, o chefe da Patrulha Fronteiriça Setor Tucson, Rodolfo Karisch, afirmou na entrevista coletiva que o plano de ação dos soldados deste corpo "inclui também o portão de entrada de Mariposa".

Karisch ressaltou que se requer mais segurança na fronteira para enfrentar a crise do tráfico de opiáceos que o país enfrenta, assim como o fluxo de armas de fogo e dinheiro proveniente do narcotráfico.

"Não deve ficar nenhuma dúvida de que a proteção da fronteira em questões de detenções e detenções continua sendo trabalho do Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP)", destacou o oficial.

Após o anúncio de Trump no início deste mês, os governadores de Texas, Arizona e Novo México, todos eles republicanos, se comprometeram a enviar em conjunto pelo menos 1.600 soldados à fronteira.

A Califórnia, em confronto com o governo Trump pelas políticas migratórias federais, informou na quarta-feira passada que enviará 400 soldados deste corpo à fronteira com o México.

"Não será uma missão para construir um novo muro. Não será uma missão para encurralar mulheres ou crianças ou para deter as pessoas que escapam da violência e que procuram uma vida melhor. E a Guarda Nacional da Califórnia não fará cumprir leis federais de imigração", especificou o governador, o democrata Jerry Brown.

No Arizona, espera-se que nos próximos dias cheguem à fronteira mais soldados da Guarda Nacional até atingir um total de 338 membros deste corpo militar, um terço dos quais estarão em Marana, ao norte da cidade de Tucson.

A medida produziu reações mistas entre os residentes das comunidades fronteiriças deste estado.

Enquanto os rancheiros locais expressaram seu apoio, uma vez que acreditam que a presença da Guarda Nacional freará o cruzamento de imigrantes ilegais e o tráfico de drogas pelas suas terras, organizações defensoras dos imigrantes manifestaram sua preocupação com o efeito que terá nas comunidades fronteiriças.

"Este é outro passo mais na militarização da fronteira, embora nos digam que os soldados não portarão armas ou que só terão funções de vigilância", disse à Agência Efe Isabel García, diretora da Coalizão dos Direitos Humanos do Arizona.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos