Justiça do Paquistão decide afastar Nawaz Sharif para sempre da política

Islamabad, 13 abr (EFE).- O Supremo Tribunal do Paquistão decidiu nesta sexta-feira que a inabilitação do ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif é perpétua, após considerar que o artigo da Constituição no qual a sentença contra o político foi baseada, proíbe para sempre sua participação na vida política.

Os cinco juízes do tribunal decidiram por unanimidade que as inabilitações baseadas no artigo 62 da Constituição, que afirma que os políticos devem ser "honestos", são para toda a vida, em resposta a casos apresentados por Sharif e outros políticos, informou à Agência Efe, uma fonte do Supremo que preferiu manter o anonimato.

Sharif foi inabilitado como primeiro-ministro em julho do ano passado por não incluir em sua declaração de renda um salário, que já não recebia de uma empresa de um filho, algo que o Supremo considerou uma violação da lei.

Desde a inabilitação do líder da Liga Muçulmana do Paquistão (PML-n), começou o debate no país asiático sobre a duração da punição, já que o artigo 62 não estabelece um período concreto.

Logo após tomar conhecimento da decisão, a ministra da Informação, Marriyum Aurangzeb, criticou duramente a decisão do tribunal e a qualificou de "brincadeira".

"Esse veredicto foi decidido antes mesmo do início do julgamento", afirmou a ministra, diante as câmaras de televisão, em frente ao tribunal.

A decisão representa um novo golpe para Sharif, depois que no final de fevereiro, já foi proibido pela Justiça de presidir seu partido, dois meses depois da eliminação de uma cláusula para que ele o fizesse.

Então, o PML-n elegeu como eu presidente Shahbaz Sharif, irmão de Nawaz e chefe de Governo da província do Punjab.

O ex-primeiro-ministro, três de seus filhos e um genro enfrentam três investigações relacionadas com a propriedade de apartamentos em uma área exclusiva de Londres, a criação das empresas Azizia Steel e Hill Metal, e uma mais pela empresa de investimentos Flagship e outras 15 companhias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos