Minerva Foods fecha fábrica na Colômbia por foco de febre aftosa

Bogotá, 13 abr (EFE).- A multinacional brasileira Minerva Foods fechou indefinidamente uma fábrica no departamento de Córdoba, no norte da Colômbia, devido às perdas provocadas por um surto de febre aftosa que afetou o país no fim do ano passado.

A companhia, que começou a operar no município de Ciénaga de Oro em 2015, afirmou hoje em comunicado que, após o surto, parou de vender carne bovina para o Chile, um de seus mercados "mais estratégicos".

"Embora o surto tenha ocorrido em uma região muito distante à operação da Minerva Foods, vários contêineres foram devolvidos pelo fechamento dos mercados. Quando o país anunciou a crise sanitária, passamos de exportar para cinco países a congelar nossas exportações, com exceção de Jordânia e Líbano, durante seis meses, demorando a retomar (as vendas) à Rússia", explicou a empresa.

Na última terça-feira, o governo da Colômbia notificou à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) da apreensão de 15 bovinos que entraram no país, pelo departamento de Arauca, de maneira ilegal a partir da Venezuela. Todos tinham aftosa e foram sacrificados.

Antes, em dezembro de 2017, a OIE voltou a conceder à Colômbia o status de país livre de aftosa com vacinação após os colombianos superarem o foco da doença registrado no ano passado.

A febre aftosa chegou ao país através de animais vindos da Venezuela e obrigou as autoridades a sacrificarem 3.300 cabeças de gado. Em agosto do ano passado, o governo da Colômbia decretou o fim do surto, detectado no fim de junho em várias regiões.

Além da crise sanitária, a Minerva Foods enfrentou problemas de fornecimento de energia, o que danificou máquinas para o processamento de carne, e de abastecimento de água, o que atrasa a operação, gerando mais custos.

"A desvalorização do dólar de 10% e a falta de garantias às grandes empresas exportadoras obrigaram a Minerva Foods a fechar sua fábrica indefinidamente", explicou a multinacional.

Como consequência do fechamento, 680 pessoas ficarão sem emprego. A medida também afeta 400 criadores, já que a empresa comprava em média 17 mil cabeças de gado para produzir 2 mil toneladas de carne.

A fábrica da Minerva Foods da Colômbia exportava para Rússia, Líbano, Jordânia, Vietnã, Emirados Árabes Unidos, Hong Kong e Chile. No total, empresa tem 26 fábricas, 11 delas no Brasil.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos