Topo

Síria afirma que está enfrentando ataque de EUA, França e Reino Unido

13/04/2018 23h06

(Atualiza com comunicado do Observatório Sírio de Direitos Humanos).

Cairo, 14 abr (EFE).- A agência de notícias estatal síria "Sana" afirmou neste sábado (data local) que as forças de defesa aérea do país "estão enfrentando o ataque americano-franco-britânico contra a Síria".

A "Sana" divulgou esta breve mensagem pouca depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que os ataques conjuntos com a França e o Reino Unido contra o governo de Bashar al Assad "estão acontecendo neste momento".

Por sua parte, a ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos informou que a ofensiva teve como alvo "os centros de pesquisa científica, várias bases militares, sedes da Guarda Republicana e a Quarta Divisão na capital e seus arredores".

A agência oficial não ofereceu mais detalhes sobre possíveis alvos atingidos pelo ataque nem dados sobre eventuais danos ou baixas humanas.

Trump disse que os alvos da ofensiva são as "capacidades de armamento químico" de Assad, a quem acusa de ter cometido um ataque químico no último sábado na cidade de Duma.

"Estamos preparados para manter esta resposta até que o regime sírio detenha seu uso de armamento químico proibido ", disse Trump.

Estados Unidos e França, junto ao Reino Unido, alegaram antes da ofensiva que o uso de armas químicas pelo regime sírio não pode ficar impune, enquanto Moscou alertou que um ataque americano ou das potências ocidentais contra a Síria seria inadmissível.