Assad afirma que ataque não afetará determinação síria contra "terrorismo"

Beirute, 14 abr (EFE).- O presidente da Síria, Bashar al Assad, afirmou neste sábado que o ataque realizado ontem à noite por Estados Unidos, Reino Unido e França contra a Síria não vai enfraquecer a determinação de seu país na guerra contra opositores chamados por ele de "terroristas".

Segundo a agência de notícias estatal síria, "Sana", Assad conversou por telefone com o presidente do Irã, Hassan Rohani, para explicar detalhes do ataque, que, segundo ele, representa "um reconhecimento das forças ocidentais coloniais de seu apoio ao terrorismo".

O líder sírio afirmou que as potências ocidentais perderam a credibilidade em relação a seus próprios povos e ao mundo e ressaltou que o ataque ocorreu "como consequência do fracasso dos terroristas em cumprir os objetivos desses países".

Ainda de acordo com a "Sana', Rohani reiterou o apoio do Irã à Síria e condenou o ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos