Santos afirma que será "implacável" com "regime opressor" da Venezuela

Lima, 14 abr (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, assegurou neste sábado que seu governo será "implacável" com o "regime opressor" do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, mas garantiu que seguirá prestando socorro ao povo venezuelano que "morre de fome".

"A Colômbia é o país que mais sofre com a desesperada situação que atravessam os venezuelanos. Por isso somos os mais interessados em que na nossa nação irmã se restabeleça a democracia", disse Santos ao discursar no plenário da 8ª Cúpula das Américas realizada hoje em Lima.

Santos disse que a Colômbia seguirá sendo "generosa" com o povo venezuelano, "mas seremos implacáveis com seu regime opressor que tanto prejuízo está causando, não só à Colômbia, mas a toda a região".

O presidente da Colômbia disse ainda que não reconhecerá os resultados de eleições - as presidenciais de maio - "desenvolvidas para maquiar uma ditadura".

"Enquanto isso a crise social e econômica se agrava mais a cada dia, o que paradoxalmente serviu ao governo para reprimir à população civil cada dia mais", considerou.

Santos disse ainda que pede ao presidente Maduro que permita o ingresso ao seu país de ajuda humanitária internacional.

"É incrível que se mantenha em estado de negação, dentro de uma crise tão evidente, enquanto o mundo inteiro vê com olhos comovidos como o povo venezuelano morre fisicamente de fome", lamentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos