Trump agradece a França e Reino Unido por "ataque perfeitamente executado"

Washington, 14 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, agradeceu neste sábado a França e Reino Unido por sua participação no bombardeio realizado ontem à noite na Síria em resposta ao uso de armas químicas no último fim de semana contra a população insurgente da cidade de Duma.

"Um ataque perfeitamente executado ontem à noite. Obrigado França e Reino Unido pela sua sabedoria e pelo poder de seus bons exércitos. Não poderia ter tido um melhor resultado. Missão cumprida!", escreveu Trump em sua conta no Twitter.

Estados Unidos, Reino Unido e França realizaram ontem uma ofensiva conjunta contra posições militares do governo de Bashar al Assad como represália pelo suposto ataque químico no qual mais de 43 pessoas morreram com sintomas de "exposição a químicos altamente tóxicos", segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

O primeiro dos três ataques, ocorrido perto de Damasco, teve como alvo um centro de pesquisas científicas utilizado, segundo o chefe do Estado Maior Conjunto dos EUA, general Joseph Dunford, para "pesquisa, desenvolvimento, produção e testes de armas químicas e biológicas".

O segundo alvo foi um deposito de armas químicas a oeste de Homs, onde, de acordo com Dunford, eram armazenadas as principais reservas de gás sarin em poder do governo de Assad.

Além disso, foi atacado outro centro de armazenamento de armas químicas e um "grande centro de comando" perto do segundo alvo, a oeste de Homs.

Foi um ataque "único", segundo o Pentágono, para dissuadir Assad da ideia de utilizar armas químicas no futuro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos