Topo

Câmara da Colômbia reativará caso contra Santos por vínculo com Odebrecht

16/04/2018 22h12

Bogotá, 16 abr (EFE).- A Comissão de Acusação da Câmara de Representantes da Colômbia reativará amanhã o processo contra o presidente Juan Manuel Santos pelo caso de corrupção envolvendo a construtora brasileira Odebrecht.

"Vamos retomar as investigações no que tem a ver com a suposta infiltração de recursos da Odebrecht, que poderiam ter chegado ou não à campanha de Juan Manuel Santos em 2010 e 2014", disse a jornalistas o representante investigador, Nicolás Guerrero.

Para tal fim, serão retomados "os depoimentos de Santiago Rojas, Roberto Prieto e o ex-senador Otto Bula", detalhou.

O propósito da diligência é colher informação suficiente para definir se a Câmara abre uma investigação formal contra o presidente Santos ou se arquiva o processo.

O caso se refere ao suposto repasse de US$ 450.000 da Odebrecht à campanha presidencial de Santos.

Um dos convocados para depor é o empresário Roberto Prieto, que trabalhou na campanha presidencial de Santos em 2010 e dirigiu a da reeleição em 2014.

Também foram chamados o titular da Direção de Impostos e Alfândegas Nacionais (Dian), Santiago Rojas, que foi gerente da campanha, e o ex-senador Otto Bula, que está preso depois de ter aceitado receber US$ 4,6 milhões para intermediar na consecução de contratos para a Odebrecht no país.