Topo

Político holandês é investigado por roubar 30 mil fotos pessoais na internet

17/04/2018 13h46

Haia, 17 abr (EFE).- A polícia da Holanda investiga um político do Partido Liberal Holandês (VVD) pelo roubo de mais de 30 mil fotos privadas de centenas de mulheres armazenadas em plataformas online.

O político da cidade de Almere, Mitchell van der K., expulso nesta terça-feira pelo seu partido, reconheceu ter pirateado contas do Google e iCloud com o objetivo de obter material explícito, fotos e vídeos pessoais, de centenas de mulheres.

No total, o homem foi acusado de ter roubado pelo menos 30 mil imagens de 200 contas diferentes, entre elas de personalidades televisivas como da holandesa Laura Ponticorvo e da ex-jogadora de hóquei, Fátima Moreira.

O político também era editor-chefe de um site de estilo de vida masculino, Manners, e alguns dos vídeos que roubou foram divulgados na internet.

A polícia explicou em comunicado que as denúncias de várias celebridades levaram a abrir investigações na busca do IP de um suspeito e foi encontrado um endereço que tinha entrado em pelo menos 187 contas individuais do Google e outras tantas do iCloud.

O partido VVD anunciou a expulsão do político, de 33 anos, com efeito imediato e explicou em uma nota que não considera necessário esperar as conclusões da investigação, porque o suspeito admitiu ter pirateado vários computadores privados.