Madri poderá mudar nome das ruas com reminiscências franquistas

Madri, 23 abr (EFE).- A Câmara Municipal de Madri poderá mudar o nome de 52 ruas da cidade relacionadas com o franquismo, graças a uma decisão judicial que dá a razão à prefeitura da capital espanhola depois de vários anos batalhando nos tribunais.

O Tribunal Superior de Justiça de Madri (TSJM) revogou nesta segunda-feira a suspensão cautelar da mudança de nome destas ruas que outro juizado madrilenho tinha decretado em outubro do ano passado a pedido da Fundação Francisco Franco.

A prefeita de Madri, Manuela Carmena, afirmou que a decisão judicial é uma "muito boa notícia" e garantiu que a Câmara Municipal seguirá mudando os nomes das ruas da capital que tenham vínculos com a ditadura que governou a Espanha entre os anos 1939 e 1975.

"É estupendo que não estejamos submetidos a uma limitação judicial que nos proíba a mudança de nomes", declarou Carmena".

A Guerra Civil (1936-1939) e, sobretudo, a ditadura do general Francisco Franco seguem sendo motivo de controvérsia na Espanha após 40 anos de democracia, tanto pelos milhares de desaparecidos como pelos símbolos do regime militar que persistem e a atitude dos seus defensores.

Na atualidade persistem ruas e monumentos dessa época em muitas cidades da Espanha e sua retirada continua sendo motivo de polêmica em muitas ocasiões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos