ONU condena bombardeio de coalizão contra casamento no Iêmen

Nações Unidas, 23 abr (EFE).- O secretário-geral da ONU, António Guterres, condenou nesta segunda-feira os bombardeios da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita contra um casamento no Iêmen e pediu uma rápida investigação sobre o ocorrido.

Guterres "condena energicamente" esses ataques aéreos registrados na noite do domingo na província de Haya, segundo disse seu porta-voz, Stéphane Dujarric, em um breve comunicado.

"O secretário-geral expressa suas mais profundas condolências às famílias e aos amigos dos mortos", afirmou Dujarric.

Segundo o porta-voz, Guterres lembra a todas as partes do conflito sua obrigação de proteger os civis e exige uma investigação "rápida, eficaz e transparente".

No ataque, segundo indicam as Nações Unidas, supostamente morreram 50 civis, incluindo crianças, e muitos mais ficaram feridos, embora outras apurações apontem para a morte de cerca de 20 pessoas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos