Rússia diz aos EUA que "não permitirá novo uso da força" na Síria

Haia, 26 abr (EFE).- A Rússia "não permitirá um novo uso da força" contra o território da Síria, disse nesta quinta-feira o embaixador da Rússia na Holanda, Alexander Shulgin, em nome do Ministério da Defesa de seu país e como resposta às ameaças dos Estados Unidos.

Shulgin, em entrevista coletiva, reiterou que o suposto ataque químico de 7 de abril na cidade síria de Douma é "pura invenção" e comentou que as pessoas que aparecem nos vídeos sendo tratadas em hospitais "são atores involuntários".

As delegações russa e síria em Haia levaram hoje à Organização para a Proibição de Armas Químicas (Opaq) pelo menos 14 supostas testemunhas do ocorrido em Douma, entre eles um menino de 11 anos conhecido como Hassan Diab.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos