Nazarbayev defende iniciativas sociais para fomentar unidade do Cazaquistão

Astana, 28 abr (EFE).- O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, defendeu neste sábado em discurso na Assembleia do Povo uma proposta de cinco itens que têm como objetivo fomentar a unidade social do país.

"Como mostra a experiência regional global, os Estados fortes são aqueles nos quais a plataforma da união nacional se fortalece conscientemente", disse Nazarbayev no Palácio da Paz e da Reconciliação em Astana, capital do país.

Nazarbayev afirmou que destinará US$ 6,5 bilhões de euros à implementação do projeto, que, entre outras medidas, promove o acesso à moradia.

"Todos somos cientes da importância da habitação para uma vida feliz. É especialmente importante que todos os cazaques que trabalham tenham a possibilidade de uma hipoteca em novas condições", disse Nazarbayev.

A reforma hipotecária prevê uma redução dos juros de empréstimos habitacionais, que não poderão superar os 16% por ano. Além disso, os cazaques poderão pagar os valores em até 25 anos.

"Isso beneficiará milhões de cidadãos, especialmente os mais jovens, que poderão comprar imóveis através deste programa quando começarem a trabalhar", explicou Nazarbayev.

Por outro lado, o presidente também falou sobre a política etnossocial do Cazaquistão, um país multicultural que é ponto de encontro de mais de 130 etnias.

"A política linguística do Estado, da qual se falou muito tanto positiva como negativamente, permitiu encontrar um equilíbrio ótimo de interesses", afirmou Nazarbayev.

"O trilinguismo (cazaque, russo e inglês) satisfaz os interesses fundamentais das pessoas e não infringe os interesses de ninguém no nosso país. Estou profundamente convencido que o acordo linguístico alcançado no Cazaquistão é uma decisão de ouro", acrescentou.

Além disso, o presidente cazaque ressaltou a importância da política externa do país e elogiou as relações com os vizinhos.

"Temos um entorno amigável em todo o perímetro das nossas fronteiras externas. Nossos grandes vizinhos são a Rússia e a China. Viveremos em amizade e harmonia. E devemos cumprir com estes princípios porque se ajustam aos interesses nacionais", disse.

Mais de 1.500 pessoas participaram da 26ª sessão da Assembleia do Povo do Cazaquistão, entre eles deputados, representantes de partidos políticos, sociedades religiosas, grupos étnicos, ONGs e chefes dos órgãos executivos centrais.

A APK, criada em 1995 por Nazarbayev, é um órgão de representação de mais de cem grupos étnicos e 40 religiões que convivem no país e tem a finalidade de dar voz às múltiplas etnias e religiões a nível nacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos