PUBLICIDADE
Topo

Internacional

EUA eximem Brasil de tarifas sobre metais e adiam taxação a México e UE

30/04/2018 22h30

Washington, 30 abr (EFE).- O governo dos Estados Unidos chegou a acordos com Brasil, Argentina e Austrália para eximir estes países das tarifas sobre o aço e o alumínio, enquanto decidiu adiar a taxação aos países da União Europeia (UE), ao México e ao Canadá, segundo informou a Casa Branca.

Quando o presidente dos EUA, Donald Trump, impôs no final de março as tarifas de 10% ao alumínio e de 25% ao aço, eximiu estes países do seu pagamento até a meia-noite de hoje para dar assim uma maior margem à negociação de acordos comerciais paralelos com alguns dos principais parceiros americanos.

Na lista inicial de países temporariamente isentos também estava a Coreia do Sul, país com o qual Washington já alcançou um acordo definitivo para Seul evitar o pagamento das tarifas.

Perante o iminente vencimento do prazo inicial, Trump optou hoje por uma prorrogação "final" de outros 30 dias, até 1º de junho, da isenção tarifária ao México, ao Canadá e à União Europeia, os únicos países com os quais ainda não alcançou um acordo.

"O governo está estendendo as negociações com Canadá, México e União Europeia por 30 dias finais", destacou em comunicado a Casa Branca.

Além disso, o governo dos Estados Unidos anunciou que o acordo com a Coreia do Sul é "definitivo" e que os pactos com Brasil, Argentina e Austrália são "princípios de acordo" cujos detalhes serão divulgados em breve.

"Em todas estas negociações, o governo se centra em cotas que restrinjam as importações, evitem o transbordamento e protejam a segurança nacional", ressaltou a Casa Branca.

Internacional