Americanos presos na Coreia do Norte foram realocados, diz ativista

Seul, 2 mai (EFE).- A Coreia do Norte aparentemente realocou os três cidadãos dos EUA que mantém presos por conta da cúpula que o líder Kim Jong-un manterá nas próximas semanas com Donald Trump, informou nesta quarta-feira um ativista sul-coreano com contatos no sigiloso país vizinho.

Os três americanos teriam sido levados a um hotel nos arredores de Pyongyang, segundo revelou hoje à agência "Yonhap" o presidente da União Sul-Coreana de Famílias de Sequestrados, Choi Sung-yong, citando um contato que vive na capital norte-coreana.

Este movimento poderia indicar a iminente libertação dos três americanos, acusados de crimes contra o regime, em relação com a cúpula que Kim deve realizar com Trump no final de maio ou começo de junho para tratar a desnuclearização de Pyongyang.

Desde que Pyongyang e Washington acordaram em março a realização da cúpula - que seria a primeira na história entre líderes de ambos países - houve especulação sobre a possível libertação dos detidos.

Os três americanos detidos são Kim Dong-chul (64 anos), Kim Sang-duk (58) e Kim Hak-song (ronda os 60), todos nascidos na Coreia do Sul e naturalizados posteriormente.

O primeiro deles, um empresário detido em outubro de 2015 durante uma viagem à Coreia do Norte e condenado depois a 10 anos de prisão por espionagem, é o americano que mais tempo passou detido na Coreia do Norte.

Os outros dois, detidos na primavera de 2017, eram professores da Universidade de Ciência e Tecnologia de Pyongyang (PUST), a única privada e com financiamento estrangeiro do país, e até o momento os veículos de imprensa norte-coreanos lhes atribuíram "atos hostis" contra o regime, sem que algum tribunal tenha se pronunciado sobre os dois casos.

No ano passado, Otto Warmbier, um estudante americano que estava detido na Coreia do Norte desde 2016 por roubar um cartaz de propaganda, morreu após ser repatriado em estado de coma, o que desatou uma dura condenação por parte de Washington.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos