Estados Unidos devolvem ao Iraque 3.800 antiguidades contrabandeadas

Washington

  • Win McNamee/Getty Images/AFP

    Antiguidades do Iraque foram importadas ilegalmente por empresa de produtos artesanais

    Antiguidades do Iraque foram importadas ilegalmente por empresa de produtos artesanais

Os Estados Unidos devolveram um total de 3.800 antiguidades procedentes do Iraque que tinham sido importadas ilegalmente por uma empresa de produtos artesanais, informaram nesta quarta-feira as autoridades americanas.

O Serviço de Imigração e Controle de Alfândegas (ICE) dos EUA anunciou a entrega à República do Iraque dos objetos, entre os quais se encontram tábuas cuneiformes e selos cilíndricos, que foram adquiridos pela companhia americana Hobby Lobby de forma ilegal.

Muitos dos artigos de valor procedem da antiga Mesopotâmia e datam dentre os anos 2100 e 1600 antes de Cristo, dos períodos da Terceira Dinastia de Ur e da Antiga Babilônia, segundo o documento da agência.

Trata-se, em sua maioria, de documentos administrativos e legais, embora também possam ser encontrados uma série de conjuros e textos religiosos.

Além disso, também se observam dois cones de argila com inscrições régias na sua superfície que datam de meados do terceiro milênio antes de Cristo.

Cori W. Bassett/U.S.Immigration and Customs Enforcement
Tábuas cuneiformes e selos cilíndricos datam dentre os anos 2100 e 1600 antes de Cristo

Os milhares de objetos foram interceptados pelo Escritório de Alfândegas e Proteção Fronteiriça (CBP) ao perceber que as descrições registradas não correspondiam à realidade.

Entre janeiro e junho de 2016, os agentes do ICE efetuaram diversas entrevistas com trabalhadores da Hobby Lobby para indagar sobre o assunto e concluíram que existia a intenção de evitar o controle alfandegário para a entrada destas antiguidades.

O anúncio de hoje representa a primeira repatriação de elementos culturais ao Iraque desde março de 2015. Desde 2008 tinham sido repatriados 1.200 objetos ao país em cinco operações, como lembrou o ICE.

Kevin Lamarque/Reuters
Peças são documentos administrativos e textos religiosoda antiga Mesopotâmia

"Estas peças são muito importantes para nós e deveriam voltar para casa, ao Iraque, com seu verdadeiro dono", disse o embaixador do Iraque nos EUA, Fareed Yasseen.

A empresa Hobby Lobby já foi condenada em julho do ano passado por importar ilegalmente estas antiguidades procedentes do Iraque, razão pela que teve que arcar com uma multa de US$ 3 milhões.

A Hobby Lobby é também conhecida pelo seu conservadorismo depois que recorreu ao Supremo Tribunal dos EUA para não ter de pagar no seguro médico os anticoncepcionais de suas funcionárias, como parte do programa sanitário "Obamacare", alegando motivos religiosos, e a corte lhe deu razão por tratar-se de uma empresa familiar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos