Topo

Centros eleitorais abrem no Líbano para pleito parlamentar

06/05/2018 02h19

Beirute, 6 mai (EFE).- Os centros eleitorais no Líbano abriram neste domingo suas portas para que os cidadãos possam votar no pleito parlamentar, o primeiro em nove anos.

Cerca de 3,5 milhões de libaneses foram convocados às urnas desde as 7h (horário local, 1h em Brasília) até as 19h (13h) para escolher 128 deputados entre os 700 candidatos sob uma nova lei eleitoral, aprovada em 2017, que estabelece um sistema proporcional, mas mantém a divisão do eleitorado em função da sua religião.

Estas eleições acontecem depois de três ampliações do mandato no Parlamento, em 2013, 2014 e 2017, amparado pela instabilidade política gerada pela guerra na vizinha Síria.

No colégio misto de Ras Beirute, uma zona com população muçulmana e cristã no oeste de Beirute, os eleitores só começaram a chegar 20 minutos depois da abertura das portas.

Os membros das mesas eleitorais chegaram cedo para assumir seus postos e foram os primeiros a votar.

Uma deles, Mariam, de 40 anos, disse à Agência Efe que votou no partido Corrente do Futuro, do atual primeiro-ministro, Saad Hariri, embora não tenha dito por quê.

Uma vez seladas as urnas, começará o apuração que, segundo o previsto, deve terminar antes da madrugada de segunda-feira.

Os analistas não esperam grandes mudanças na configuração do Parlamento, hoje controlado pelo grupo xiita Hezbollah; o sunita Corrente do Futuro e o cristão Corrente Patriótica Livre, do presidente Michel Aoun, as três principais forças deste sistema que divide cotas entre as diferentes confissões religiosas.

Pela primeira vez, este pleito acontece sob o sistema proporcional e com voto preferencial sob a supervisão, entre outros, da União Europeia (UE).