Putin novamente propõe Medvedev como primeiro-ministro russo

Moscou, 7 mai (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, apresentou nesta segunda-feira na Câmara dos Deputados (Duma) do país a candidatura de Dmitri Medvedev para o cargo de primeiro-ministro, função que exerce desde 2012.

Caso a candidatura de Medvedev seja aprovada amanhã, será mantida a dupla que governou o país ao longo dos últimos dez anos.

Entre 2008 e 2012, Medvedev ostentou o cargo de presidente e Putin o de chefe de governo, mas os papéis se inverteram durante os últimos seis anos.

O partido governista Rússia Unida controla a maioria das cadeiras na Câmara dos Deputados, por isso considera garantida a aprovação de Medvedev para os próximos seis anos.

Embora seja muito impopular em certos setores, Putin sempre defendeu a gestão de seu primeiro-ministro e parceiro em tempos de recessão econômica e sanções ocidentais. A economia russa recuou em 2015 e 2016 devido à queda dos preços do petróleo, às sanções e à brusca desvalorização da moeda.

Medvedev, que começou a carreira política como chefe de campanha e da administração presidencial de Putin, pode introduzir uma mudança no gabinete de ministros. A imprensa especula que o ex-ministro de Finanças Alexei Kudrin assuma um cargo de assessor econômico no Kremlin.

Putin, de 65 anos, tomou posse nesta segunda-feira como presidente por mais seis anos. Após esse período, deverá deixar o Kremlin, segundo a Constituição russa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos