May trabalha com aliados frente decisão Trump sobre acordo do Irã

Londres, 9 mai (EFE).- A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse nesta quarta-feira que o Reino Unido trabalha com os seus aliados europeus para "abordar" os problemas colocados pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre o acordo nuclear do Irã.

Na sessão semanal de perguntas à primeira-ministra na Câmara dos Comuns, ela admitiu a necessidade de enfrentar a nova situação gerada em relação ao comportamento do Irã, como "os mísseis balísticos e a atividade desestabilizadora iraniana no Oriente Médio".

"Estes são problemas que precisam ser abordados e estamos conversando com nossos aliados europeus", ressaltou a chefe do governo, após a decisão de Trump de retirar o seu país do acordo nuclear assinado em 2015.

A premier insistiu que tinha sido clara em "uma série de conversas com o presidente dos Estados Unidos" que o Reino Unido considerava que o acordo iraniano deveria ser mantido.

"Entendemos que há outros assuntos em relação ao comportamento do Irã que precisam ser abordados. Continuamos pensando que o acordo nuclear do Irã é um importante passo para ajudar a manter o mundo em segurança", especificou a primeira-ministra.

Depois do discurso de May, o ministro de Relações Exteriores britânico, Boris Johnson, disse que o Reino Unido não tem a intenção de sair do acordo do Irã.

Esta manhã, o secretário de Estado de Exteriores, Alistair Burt, disse que Reino Unido, França e Alemanha estão comprometidos a diminuir a tensão no Oriente Médio após o anúncio dos Estados Unidos de deixar o acordo.

Ontem, em comunicado conjunto, Reino Unido, França e Alemanha lamentaram a decisão de Trump de abandonar o acordo nuclear iraniano, assinado em 2015, depois de anos de negociação.

O pacto, assinado entre o Irã e o Grupo 5+1 - Estados Unidos, Rússia, China, França e Reino Unido, mais Alemanha -, limita o programa atômico do Irã em troca da suspenção das sanções internacionais, mas não inclui referência às armas convencionais ou à política externa do país.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos