Acnur retoma operações de evacuação de refugiados na Líbia

Genebra, 10 mai (EFE).- A Agência das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) tirou nesta quinta-feira 132 refugiados e solicitantes de asilo de Trípoli, retomando assim seu programa de evacuações humanitárias na Líbia, que foi temporariamente interrompido no começo de março.

A agência explicou em comunicado que se trata da primeira evacuação que é realizada desde a suspensão das operações, depois que o Governo do Níger advertiu que as saídas futuras de realocação em outros países não se ajustavam ao ritmo de chegadas ao seu país.

O grupo de 132 refugiados e solicitantes de asilo voou de Trípoli para Niamey, capital do Níger.

"Os refugiados detidos na Líbia vivem em condições extremas que ameaçam sua vida e seu bem-estar", disse o enviado especial para a situação do Mediterrâneo da Acnur, Vincent Cochetel.

"Este programa tenta salvar os indivíduos mais vulneráveis de um dano maior", acrescentou o enviado especial.

O enviado especial lembrou que o Governo do Níger ofereceu "generosamente" um espaço adicional para 1.500 refugiados no Centro de Trânsito administrado pela Acnur em Niamey com o apoio financeiro da União Europeia.

No entanto, Cochetel disse que é necessário "encontrar soluções urgentes para a realocação destes refugiados em outros países".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos