Irã assegura que sua capacidade defensiva "bloqueia ação militar de inimigos"

Teerã, 10 mai (EFE).- Os Guardiães da Revolução do Irã asseguraram nesta quinta-feira que, com o desenvolvimento das capacidades defensivas, o país "bloqueou o caminho dos inimigos para a opção militar", sem se referir aos recentes bombardeios de Israel na Síria.

Israel disse ter atacado esta madrugada dezenas de alvos militares iranianos na Síria após acusar a Força Al Quds, unidade de elite dos Guardiães da Revolução, do lançamento prévio de 20 foguetes, enquanto as autoridades iranianas, por sua vez, guardam silêncio sobre este incidente.

O subcomandante dos Guardiães, Hosein Salimi, destacou que o Irã aprendeu a superar as ameaças e desenvolveu para isso suas capacidades aéreas, marítimas e terrestres.

"O inimigo nunca vai escolher uma ação militar contra o Irã, mas optará pelas sanções econômicas como sua única alternativa", afirmou, criticando as recentes decisões dos EUA de se retirar do acordo nuclear de 2015 e reimpor sanções.

Após assegurar à nação que é impossível que se desencadeie uma guerra contra o país, Salimi disse que o sucesso do Irã para obter poder dissuasório e segurança nacional o transformou em uma "âncora de estabilidade regional".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos