Cerca de 400 mil crianças correm risco de morrer de fome na RDC, diz Unicef

Kinshasa, 11 mai (EFE).- Cerca de 400 mil crianças "correm risco de morrer" de fome na região central de Kasai na República Democrática do Congo (RDC), advertiu nesta sexta-feira o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Em um relatório divulgado em Kinshasa, o Unicef afirmou que 3,8 milhões de pessoas necessitam de ajuda humanitária de Kasai, incluídas 2,3 milhões de crianças.

Metade das crianças menores de 5 anos na região, que são cerca de 770 mil, sofrem de desnutrição aguda, das quais 400 mil estão gravemente desnutridas e correm perigo de uma morte iminente.

A região de Kasai era uma das mais prósperas e pacífica da RDC até 2016, quando explodiu a violência entre forças governamentais e milícias tribais por uma disputa com um chefe local, em um conflito no qual milhares de crianças foram recrutadas por grupos armados.

"O conflito e o deslocamento seguem tendo consequências devastadoras para as crianças em Kasai", afirmou o subdiretor executivo de Unicef, Fatoumata Ndiaye, que acaba de retornar de uma missão na zona.

"Milhares de crianças deslocadas passaram meses sem acesso aos serviços que necessitam", ressaltou Ndiaye.

Para ajudar as crianças de Kasai, o Fundo das Nações Unidas para a Infância solicitou U$S 88 milhões, dos quais só obteve 25%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos