Agência oficial diz que não há vítimas iranianas em ataque de Israel na Síria

Teerã, 12 mai (EFE).- Nenhum iraniano morreu nos ataques efetuados por Israel na quinta-feira passada em território sírio, garantiu neste sábado a agência oficial "Irna", que negou assim as informações de que 11 iranianos estão entre as vítimas mortais.

A "Irna", que citou fontes não identificadas, afirmou que a defesa antiaérea síria destruiu a maioria dos mísseis disparados pelo exército israelense.

Não é a primeira vez que o Irã nega ter sofrido baixas na Síria ou que não comenta sobre certos ataques nesse país dirigido contra supostas bases iranianas.

Este desmentido é divulgado depois que o Observatório Sírio de Direitos Humanos informou hoje que entre os 27 mortos nos bombardeios há 11 iranianos.

Os mísseis israelenses tiveram como alvo posições militares das forças do regime sírio e dos seus aliados perto de Damasco, assim como no triângulo formado pelas províncias de Al Quneitra, Deraa e Al Sweida, no sudoeste do país, na área de fronteira com as Colinas de Golã ocupadas por Israel.

Israel assegurou ter atacado dezenas de alvos militares iranianos na Síria, após acusar Teerã pelo lançamento prévio de 20 projéteis contra seu território.

O governo iraniano rejeitou ontem que suas forças na Síria tenham disparado contra Israel e qualificou os bombardeios do exército israelense contra o país árabe de "um ato de agressão" que procura desestabilizar o Oriente Médio.

O Irã apoia o regime sírio de Bashar al Assad com assessores militares dos Guardiões da Revolução e com milicianos xiitas no terreno.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos