Menos da metade dos iraquianos participou de 1ª eleição após derrota do EI

Bagdá, 12 mai (EFE).- A Comissão Suprema Eleitoral do Iraque anunciou neste sábado que o índice de participação provisório nos primeiros pleitos legislativos após derrota do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) se situou em torno de 44,5%.

Segundo a Comissão Eleitoral, a taxa de participação, faltando conhecer os dados de 8% do censo, é de 44,52%, 15 pontos abaixo dos resultados de quatro anos atrás.

O presidente da Comissão Eleitoral, Riad al Badran, ressaltou em uma coletiva de imprensa, realizada com várias horas de atraso, que ainda falta conhecer os dados de 4321 centros de votação.

Nas eleições legislativas de abril de 2014 a participação alcançou 60%, enquanto quatro anos antes havia chegado a 62%.

A previsão é que os primeiros resultados sejam anunciados nas próximas 24 horas.

Cerca de 24 milhões de eleitores estavam convocados às urnas em eleições para renovar as 329 cadeiras de um parlamento cuja principal missão será a reconstrução do país.

Pouco depois do fechamento dos colégios, às 18h (horário local, 12h de Brasília), o Comitê de Segurança para as Eleições iraquianas anunciou que não foram registradas "violações nem agressões" contra os eleitores ou os centros eleitorais.

Em comunicado, o Comitê destacou que a ausência de incidentes deve ser interpretada como um êxito do processo eleitoral.

Fontes de segurança, no entanto, informaram à Agência Efe que pelo menos quatro membros da milícia pró-governo Multidão Popular morreram e outros três ficaram feridos hoje na explosão de uma bomba durante a passagem de uma patrulha da milícia, que fazia parte do dispositivo para vigiar o pleito na província de Saladino.

O EI assumiu a autoria deste ataque em uma nota divulgada através da sua agência "Amaq", cuja veracidade não pôde ser comprovada.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos