ONG diz que pelo menos 11 iranianos morreram no ataque de Israel contra Síria

Cairo, 12 mai (EFE).- Pelo menos 11 iranianos morreram no ataque com mísseis lançados na última quinta-feira por Israel contra posições das forças sírias e seus aliados iranianos e do movimento libanês Hezbollah, informou neste sábado o Observatório Sírio de Direitos Humanos, subindo para 27 o número de mortos.

De acordo com a ONG, entre os falecidos há também seis integrantes das forças regulares sírias, três deles oficiais, e outras dez pessoas, a maioria de nacionalidade não síria, embora não ofereceu mais detalhes.

Os mísseis tiveram como alvo posições militares das forças do regime sírio e seus aliados perto de Damasco, assim como no triângulo que formam as províncias de Al Quneitra, Deraa e Al Sweida, no sudoeste do país, na região de fronteira com as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

Jerusalém afirmou ter atacado dezenas de alvos militares iranianos na Síria após acusar o Irã de ter lançado antes 20 foguetes, dos quais quatro foram interceptados e o restante caiu em solo sírio.

"Nós atacamos dezenas de alvos militares na Síria", disse a um grupo de jornalistas, o porta-voz militar Jonathan Conricus, acrescentando que "estiveram nesta operação várias semanas, quase um mês, onde conseguimos frustrar vários ataques iranianos".

Por sua vez, na própria quinta-feira, a agência oficial "SANA" informou que as defesas antiaéreas da Síria tinham destruído dezenas de mísseis lançados por Israel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos