Candidato catalão reitera que trabalhará para construir uma "república"

Barcelona (Espanha), 14 mai (EFE).- O deputado Quim Torra reivindicou uma "nação plena" catalã, que se desenvolva em uma "república de todos os direitos", durante seu discurso no segundo debate de posse no Parlamento de Catalão onde hoje será eleito presidente dessa região espanhola.

Torra liderará o novo Governo catalão graças aos independentistas radicais da CUP, que neste domingo anunciaram que se absterão na votação de hoje, o que possibilitará uma posse pela maioria simples necessária.

No início do seu discurso, Torra voltou a defender a legitimidade de Carles Puigdemont - atualmente na Alemanha foragido da Justiça espanhola - como presidente da Catalunha e reiterou sua intenção de trabalhar por uma "república catalã" que seja "livre justa, próspera, que garanta o bem-estar ao conjunto dos cidadãos que a compõem".

Com a eleição de Torra se fechará assim um período no qual a administração catalã foi dirigida pelo Governo espanhol, após se colocar em prática o artigo 155 da Constituição espanhola em 27 de outubro de 2017, imediatamente depois que o Parlamento catalão declarou unilateralmente a independência dessa região espanhola.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos