Congresso Mundial Judaico elogia Trump por mudar embaixada para Jerusalém

Nova York, 14 mai (EFE).- O presidente do Congresso Mundial Judaico, Ronald Lauder, elogiou nesta segunda-feira o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pela decisão de mudar a embaixada americana em Israel para seu "lugar natural", Jerusalém.

Lauder agradeceu ao presidente americano por ter demostrado mais uma vez seu irrestrito apoio a Israel ao reconhecer Jerusalém como a "legítima" capital do país.

A decisão provocou uma onda de protestos na Faixa de Gaza. As forças de segurança de Israel reagiram, abriram fogo contra a multidão que se aproximava da fronteira, matando 52 pessoas e deixaram outras 2 mil feridas.

O presidente do Congresso Mundial Judeu classificou a mudança como um "momento crucial na história" e elogiou a "forte mensagem" que os EUA estão enviando à comunidade internacional ao reconhecer a "indiscutível conexão" entre o povo judeu e Jerusalém.

"Este é um precedente digno de ser emoldurado, e esperamos que mais aliados de Israel sigam seus passos. Agradeço, presidente Trump", concluiu Lauder em carta.

O Congresso Mundial Judeu, com sede em Nova York, representa as comunidades judaicas de 100 países perante governos, parlamentos e organizações internacionais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos