Papa Francisco afirma que já pensou na sua "despedida"

Roma, 15 mai (EFE).- O papa Francisco admitiu nesta terça-feira que já pensou no momento no qual, como todo bispo, terá que "se despedir" dos fiéis, durante a homilia na missa que deu na capela na Casa Santa Marta, no Vaticano.

Ao falar sobre a despedida de Paulo dos anciãos em Éfeso para ir a Jerusalém, ele afirmou que quando lê aquela passagem pensa nele próprio.

"Quando eu leio isto, penso em mim porque sou bispo e devo me despedir. Peço ao Senhor a graça de me despedir assim. E no exame de consciência, não sairei vencedor como Paulo? Mas o Senhor é bom, é misericordioso", disse o pontífice.

Aos demais bispos, o papa disse que o dever que têm é o de "proteger o rebanho" e não o de "subir numa carreira eclesiástica".

Em 2015, Francisco disse que tinha a "sensação" de que seu papado seria breve, de "quatro ou cinco anos". Francisco foi eleito papa em 13 de março de 2013.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos