Premiê do Japão volta a defender total desnuclearização da Coreia do Norte

São Petersburgo (Rússia), 25 mai (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, voltou a pedir nesta sexta-feira que a comunidade internacional mande um sinal claro à Coreia do Norte para obter a total desnuclearização do país.

"É importante que a Coreia do Norte cumpra as resoluções do Conselho de Segurança da ONU para atingir a total desnuclearização de maneira verificável e irreversível", disse Abe ao discursar na sessão plenária do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.

Além disso, o premiê japonês pediu aos países interessados em solucionar o conflito para atuar juntos no "sentido correto".

"Para isso, a cooperação entre Rússia, Japão, França, China e Coreia do Sul se faz mais importante do que nunca", afirmou Abe.

Também participam do evento os presidentes da Rússia, Vladimir Putin, da França, Emmanuel Macron, e o vice-presidente da China, Wang Qishan.

Abe também afirmou que seu governo está preocupado se a Coreia do Norte irá libertar todos os japoneses sequestrados pelo regime de Kim Jong-un. Segundo o primeiro-ministro, essa condição terá que ser cumprida antes de Tóquio entrar em uma cooperação com Pyongyang.

"A comunidade internacional deve mostrar unidade e enviar um sinal às autoridades da Coreia do Norte", destacou.

O governo de Abe se mostrou muito cético com o processo de diálogo aberto com a Coreia do Norte e é um firme defensor da política de "pressão máxima" sobre o regime para fazer com que Kim Jong-un abandone suas armas nucleares.

Putin, que preside o fórum em São Petersburgo, avaliou que o líder norte-coreano cumpriu todas as promessas, incluindo a destruição de uma das bases usadas para testes nucleares.

Putin lamentou a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de anunciar o cancelamento da reunião com Kim. No entanto, o presidente americano afirmou hoje que os diálogos entre os dois países foram restabelecidos e sugeriu que a cúpula pode ainda ocorrer no dia 12 de junho, data inicialmente prevista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos