Turquia detém 51 supostos jihadistas estrangeiros membros do EI

Istambul, 25 mai (EFE).- Pelo menos 51 supostos membros do grupo jihadista Estado Islâmico (Daesh) foram detidos na Turquia, de onde se dirigiriam para distintas zonas de combate, informou nesta sexta-feira a imprensa local.

Os suspeitos, todos estrangeiros, foram detidos na quinta-feira em Istambul em uma operação realizada por comandos antiterroristas, segundo as fontes policiais citadas pelo jornal "Hürriyet".

Segundo essas fontes, os detidos, cuja nacionalidade não foi especificada, tinham chegado de forma clandestina à Turquia desde "zonas de guerras", supostamente Síria ou Iraque, e se preparavam para voltar a estas regiões.

A polícia também expropriou documentos e material informático relacionado com o Daesh.

Mais de 300 pessoas morreram na Turquia nos últimos anos em atentados terroristas atribuídos ao Estado Islâmico, mas desde 1 de janeiro de 2017 não foi registrado nenhum ataque jihadista em solo turco.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos