Sobe para 68 número de mortos em campanha antidroga em Bangladesh

Daca, 26 mai (EFE).- O número de mortos na operação antidroga do Governo de Bangladesh, que ativistas de direitos humanos compararam com a do presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, já chega a 68 em 11 dias, após a morte de outros nove supostos traficantes nas últimas horas.

No distrito de Comilla (leste), dois supostos traficantes, com 16 e oito casos contra si, respectivamente, morreram em um enfrentamento com a Polícia durante a noite, disse à Agência Efe o encarregado de Investigações da delegacia de Brammonpara, Shamsuddin Mohammad Illias.

Outros cinco traficantes e vendedores de droga forammortos em confrontos com a Polícia nos distritos de Maymensingh, Chandpur, Thakurgaon, Pabna e Kurigram, informaram à Efe distintas fontes da Polícia dessas regiões administrativas.

Finalmente, os distritos de Dinajpur e Jaipurhat registraram outras duas mortes em confrontos com o Batalhão de Ação Rápida (RAB), informaram à Efe dois porta-vozes dessa tropa de elite.

Segundo o RAB, durante a campanha foram detidas 3.300 pessoas e condenados a penas de multas e prisão 2.795 traficantes e consumidores de entorpecentes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos