Policial e manifestante morrem em confrontos durante protestos na Nicarágua

Manágua, 29 mai (EFE).- A Polícia Nacional da Nicarágua e a Anistia Internacional registraram nesta terça-feira a morte de um agente e de um manifestante em um confronto registrado ontem.

O agente Douglas José Mendiolas Viales morreu quando "as forças policiais foram atacadas por grupos de encapuzados com armas de fogo, morteiros e pedras", segundo a Polícia Nacional. O agente teria sido baleado na cabeça e não resistiu aos ferimentos.

Mendiolas Viales participava de uma operação para "restabelecer a ordem pública", de acordo com a Polícia Nacional da Nicarágua.

Por outro lado, a Anistia Internacional denunciou que um jovem manifestante não identificado morreu no Hospital Bautista. Ele foi internado em estado grave após ser atingido por um tiro disparado por policiais ou por grupos paraestatais.

O jovem estava entre os manifestantes que estão entrincheirados na Universidade Nacional de Engenharia (UNI). Eles protestam contra a repressão promovida pelo governo do presidente Daniel Ortega.

Os estudantes universitários são os principais protagonistas das manifestações contra Ortega, que começaram em abril.

A crise política da Nicarágua já deixou pelo menos 83 mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos