Bombardeios da coalizão internacional deixam pelo menos 20 mortos na Síria

Cairo, 2 jun (EFE).- Pelo menos 20 civis, entre eles sete menores, morreram na sexta-feira em bombardeios supostamente da coalizão internacional em duas zonas do nordeste da Síria, na sua campanha contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), informou neste sábado o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

O bombardeio mais grave aconteceu à noite, na cidade de Hadach, no sul da província de Al Hasakah, em uma área sob o controle do EI, e onde morreram pelo menos 12 pessoas.

Entre os mortos estão uma mulher e seus três filhos e outras cinco pessoas, membros de uma mesma família, segundo detalhou a ONG.

O Observatório advertiu que o número de vítimas pode aumentar pela existência de feridos graves.

No segundo ataque morreram pelo menos oito civis, entre eles três menores, na região da cidade de Al Baguz, perto da cidade de Albukamal, na província de Deir Zor e próximo à fronteira com o Iraque.

A coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, reconhece ter causado pelo menos 892 vítimas civis entre agosto de 2014 e abril deste ano pelos seus bombardeios no Iraque e Síria, segundo um comunicado divulgado na última quinta-feira.

A aliança investigou em abril, 159 relatórios de vítimas civis referentes aos últimos meses, dos quais deu credibilidade a cinco, referentes a nove mortos, e abriu outros 321 relatórios, segundo o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos